Expresso Cultural

últimas notícias

Black Sabbath faz show curto e competente em Curitiba

Postado por: Maria Luiza de Paula 0 Categoria: Música

Nesta quarta-feira, 30 de novembro, Curitiba recebeu na Pedreira Paulo Leminski os “pais” do Heavy Metal, a banda Black Sabbath, em sua turnê de despedida. Essa é a primeira vez que o grupo se apresenta na capital paranaense com essa formação que conta com três membros originais, Ozzy Osbourne (vocalista), Geezer Butler (baixista) e Tony Iommi (guitarrista), além do baterista Tommy Clufetos e do tecladista Adam Wakeman, que são músicos de turnê.

A abertura foi do Rival Sons, grupo californiano de Hard Rock. Mesmo não sendo tão conhecida por grande parte do público, a banda conseguiu animar os presentes e saiu bastante aplaudida. Pontualmente, às 21 horas, o Black Sabbath entrava no palco ao som da música que leva o nome deles, “Black Sabbath”, do primeiro disco, lançado em 1970. Em seguida veio “Fairies Wear Boots” e “After Forever”.

É inegável que boa parte do carisma da banda vem do seu vocalista, Ozzy Osbourne. Com quase 70 anos de idade, esse senhor inglês nem parece aquele que vemos em entrevistas, com a fala enrolada e lenta. Ozzy é o tipo de ‘frontman’ que interage o tempo todo com a plateia, cobrando-a caso ela fique em silêncio ou calma demais.

“Into The Void”, “Snowblind” e “War Pigs” deram sequência ao show. Esta última foi uma das mais cantadas durante a noite. Sua letra forte fala sobre os horrores da guerra e como os políticos se aproveitam dela.

Pouco antes do início da música “N.I.B”, o baixista Geezer Butler fez um pequeno solo, provando que é uma das maiores referências no gênero. Em seguida veio “Rat Salad” e foi a vez do baterista Tommy Clufetos demonstrar o seu talento e deixar que seus companheiros descansassem um pouco.

Já se encaminhando para o fim do show, era hora de tocar um dos grandes clássicos do Heavy Metal: “Iron Man”. O riff de guitarra eternizado por Tony Iommi era acompanhado pelo coro vozes. “Dirty Women” e “Children Of The Grave” foram as últimas antes do BIS.

Mas a banda nem chegou a sair do palco direito e Ozzy Osbourne mesmo já se encarregou de puxar o coro de “One more song!” (“Mais uma música!”). Foi a deixa para tocarem “Paranoid”, a canção mais famosa do grupo. O show foi curto, pouco mais de uma hora e meia, mas o suficiente para que o público curitibano pudesse conhecer a grandeza do Black Sabbath.

 

Setlist:
Black Sabbath
Fairies Wear Boots
After Forever
Into the Void
Snowblind
War Pigs
Behind the Wall of Sleep
N.I.B.
Rat Salad
Iron Man
Dirty Women
Children of the Grave

BIS:
Paranoid

Maria Luiza de Paula

Jornalista, curitibana. Acredita que a valorização da cultura e da arte são elementos fundamentais para uma sociedade evoluída. Através do site Expresso Cultural espera conseguir atrair as pessoas para este universo. Ainda compra CDs, viaja quilômetros para ver suas bandas favoritas, morre de ciúmes do seus livros.